Quinta, 28 de Outubro de 2021
34°

Muitas nuvens

Imperatriz - MA

Brasil Racismo

Delegada negra é barrada em loja em Fortaleza, e polícia investiga suspeita de racismo

A vítima relatou que foi impedida de entrar no estabelecimento por um funcionário da loja, que alegou 'questões de segurança'. Policiais apreenderam equipamentos de vídeo da loja com autorização judicial.

20/09/2021 às 19h53
Por: Kennedy Rocha Fonte: Redação
Compartilhe:
Delegada negra é barrada em loja em Fortaleza, e polícia investiga suspeita de racismo

Uma delegada negra alega ter sido barrada na entrada de uma loja em Fortaleza e denuncia racismo por parte do segurança do estabelecimento. Na noite deste domingo (19), a Polícia Civil obteve autorização da Justiça e apreendeu equipamentos de registro de vídeo do estabelecimento para investigar o caso.

 

A delegada que afirma ter sido barrada, Ana Paula Barroso, é diretora-adjunta do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis, da Polícia Civil do Ceará.

 

O inquérito policial que investiga o suposto crime foi instaurado na Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza. O mandado judicial teve como objetivo apreender todos os equipamentos de registro de imagens da loja, localizada no Bairro Edson Queiroz.

 

O caso ocorreu na terça-feira (14), quando a delegada Ana Paula Barroso foi impedida de entrar no estabelecimento comercial por um funcionário, sob a alegação de “questões de segurança”.

 

A Polícia Civil informou que, mesmo questionando e pedindo mais explicações acerca da conduta do funcionário, ela recebendo sem permissão para entrar no local.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários