Satélite
Camara municipal destaque
Imperatriz

Produtor de Imperatriz divulga o longa metragem “OS CAIPIRAS” na Câmara Municipal

O filme foi produzido na Terra do Frei, conta com participações dos atores de “Ai que vida” e será lançado dia 21 no Cinesystem.

14/11/2019 10h23
Por: Imperlove
Fonte: Assessoria
88

Hélio Amaral, produtor de eventos e também de cinema esteve na Câmara Municipal para falar do lançamento do projeto “OS CAIPIRAS, em busca de um sonho”

Trata-se de um filme, longa metragem que teve 80% das locações feitas em Imperatriz.  De acordo com Hélio, foi um ano de gravação e conta com os atores Feliciano Popó e José Bramussi do filme ‘Ai que Vida’, as atrizes Keila Dantas, Wanda Solimões, o próprio Hélio Amaral e participação especial de Wanderley Andrade. O filme foi aprovado pela Agência Nacional do Cinema (ANCINE) e vai ser exibido na rede de cinemas Cinesystem em todo o Brasil, tendo início no próximo dia 21 de novembro. Aqui será exibido na unidade do Imperial Shopping. O financiamento foi com recursos próprios, que o produtor informa ter tirado do próprio bolso.

A trama gira em torno das aventuras dos irmãos Caipiras, Zé Leitão (Feliciano Popó) e Zé Coité (José Bramussi), e conta a superação de quem mora no interior e resolve enfrentar a cidade grande. Vandinha, (a cantora Wanda Solimões), filha de Zé Leitão sonha em ser um dia cantora famosa, e o pai embarca no sonho da filha.

Conhecem Amarildo (Hélio Amaral) e sofrem nas mãos de Sabrina (Keila Dantas), que faz de tudo para atrapalhar a vida dos sonhadores. Esse é o enredo principal que tem ainda aventura, suspense, romance, drama, comédia e muita emoção.

“Gravamos o filme nos pontos turísticos de Imperatriz como calçadão, beira rio, praia do cacau, ponte Dom Affonso, aeroporto, igreja Santa Tereza e vários outros locais estratégicos para mostrar ao Brasil e ao mundo as coisas boas e as riquezas de nossa cidade”.

O produtor conta que tudo começou quando ele estava em São Paulo com Wanderley Andrade e ele foi apresentado para um empresário na capital. Quando este soube que Hélio era de Imperatriz, perguntou ‘se era aquela cidade da pistolagem’, e ele prontamente retrucou dizendo que isso era no século passado, nos anos 80, que Imperatriz tinha mais de 300 mil habitantes, e que tudo que tem em São Paulo, Imperatriz tem, guardadas as proporções.

De volta à cidade disse que despertou nele a vontade de fazer algo que mostrasse o município para o Brasil de forma positiva e tirasse essa imagem. Nada melhor que um filme. Ou seja, o projeto surgiu de uma crítica feita à Imperatriz.

Amaral diz que quando acabar de lançar e exibir esse filme em todo Brasil, que inclusive já tem promessa de participação em festivais no México, Portugal e França, ele pretende fazer outros e em janeiro já começa a gravar mais um longa. “Este durou um ano, então vou iniciar em janeiro para que no final do ano que vem já tenhamos outro longa metragem na praça”.

O elenco conta ainda com a participação de pessoas de Imperatriz como o escritor Zé Ribeiro; o apresentador Jeizel Nascimento, a cantora Cecília Camargo, a atriz Toinha Catingueiro, o cantor Erasmo Costa, os cinegrafistas Siriano, Jornando Timóteo e o contra regra Elvis Gasparine. O longa tem 1h e 40minutos.

O Presidente José Carlos Soares (Patriota), conversou com o produtor e garantiu o apoio e espaço na semana que vem para o uso da Tribuna, onde ele fará a apresentação do filme na Câmara Municipal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.