Sexta, 14 de Maio de 2021 06:20
(99) 991612367
Anúncio
Internacional Internacional

Brasileiro escapou de tragédia em Israel: 'Vi que aconteceria algo ruim'

Carioca de 21 anos presenciou o tumulto em festival que deixou 45 mortos, entre eles 15 adolescentes e crianças

03/05/2021 20h20
32
Por: Imperlove Fonte: R7
 Reprodução Twitter - (Foto: Reprodução Twitter)
Reprodução Twitter - (Foto: Reprodução Twitter)

O brasileiro Daniel Rabinovitch, de 21 anos, estava no festival religioso em Israem no qual 45 pessoas morreram na última sexta-feira (30). Em entrevista ao Jornal da Record, Rabinovitch disse que escapou por pouco de ser uma das vítimas.

Leia também: Israel abre investigação após tragédia no Monte Meron

Foi a primeira vez que Rabinovitch participou do festival judaico ortodoxo Lag B’Omer, na Galiléia, região norte de Israel. Ele é carioca e vive há três anos naquele país, onde estuda em uma Yeshivá, uma escola de religião. O brasileiro disse que esteve no local da tragédia minutos antes de o tumulto começar.

"Antes de acontecer tudo aquilo eu e meu amigo percebemos que tinha muita gente", disse Rabinovitch. "Ao ponto de nas arquibancadas ter pessoas se pendurando. A gente já estava percebendo que iria acontecer uma coisa ruim. E depois, ver o que aconteceu de verdade, ver uma pessoa na maca, provavelmente morta, me marcou muito."

Com a falta de espaço no local as vítimas morreram pisoteadas.

"E no meu lado uma senhora caiu a gente tentou ajudar e a gente continou correndo, meio que fugindo assim, como se tivesse um atentado terrorista mesmo. Foi essa sensação."

O estudante disse que a correria foi ainda maior quando chegaram as ambulâncias para socorrer as vítimas. "A gente estava na parte de cima do monte, quando a gente foi descer já tinha ambulância e pessoas passando em macas. E virou uma correria. Para as ambulâncias passarem a gente precisou abrir espaço. E o que era apertado ficou mais apertado ainda."

De acordo com a imprensa local, mais de 100 mil pessoas estavam na celebração de judeus ortodoxos. A Controladoria do Estado de Israel anunciou nesta segunda-feira (3) uma investigação sobre o episódio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio